Que tal trocar team building por purpose building?

É o propósito que move e une as pessoas.

Muitos autores falam sobre a importância do propósito, mas se você não colaborou com os 32 milhões de views da palestra do Simon Sinek no TED, veja neste link .

Propósitos alinhados geram grupos de amigos, colegas de escola, frequentadores de igrejas, esportistas em academias, dançarinos em escolas de dança, casais, famílias e equipes nas empresas.

Quando os propósitos mudam, se desfazem esses grupos.

Em uma empresa, cada diretoria, cada equipe tem seu propósito. E é natural e importante que seja assim.

O problema é quando esses propósitos se distanciam e ficam sem um propósito único, que os una, que aglutine todas as diretorias e todas as equipes. Aí vêm os atritos, a falta de colaboração, acompanhado de ressentimentos e desconfianças.

Então contrata-se uma consultoria para fazer um team builnding. Funciona, nós também fazemos.

Mas o que nós acreditamos é que pode ser bem melhor trocar o team building por um purpose building. De forma estruturada, com metodologia, realizar encontros para construção deste propósito único.

Quando existe foco e propósito unificados, não dá tempo (nem vontade) de olhar para outras coisas, a não ser no que é preciso fazer para atender a este foco, a este objetivo comum.

Pode funcionar como passar uma régua nos atritos do passado e caminhar, de agora em diante, com foco neste propósito único, que foi construído pelos participantes do “purpose building”, de forma equilibrada, estruturada, eficiente e, acima de tudo, colaborativa.

 

José Rodrigues Passarinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *